Tatuando seus ídolos

Tatuando seus ídolos

Compartilhe

Tatuar ideologia é mais ou menos como tatuar símbolos da sua religião ou ainda desenhos que te descrevem/definem/traduzem ou mesmo a sua banda preferida. Mesmo que se mude mais tarde de opinião ou se faça outra(s) escolha(s), representa um período de sua vida, os caminhos trilhados. É um registro de sua trajetória na vida. Isso porque ideologias não são pessoas, é uma linha filosófica e política de pensamento construídas socialmente através do tempo com a contribuição de várias pessoas. Ideologia não é uma pessoa, mas um conjunto de ideias/ideais.

Daí que tatuar o rosto/nome de um político não é igual a tatuar uma foice e martelo do comunismo, a letra sigma integralismo, a letra A dentro de um círculo do anarquismo ou até mesmo a cruz suástica do nazismo (lembrando sempre que em vários países é proibido por lei ostentar símbolos do nazismo; o Brasil é um deles), não tem a mesma perenidade.

Em determinado período de tempo o ídolo político pode representar plenamente a ideologia que se é adepto ou se simpatiza, mas as chances de deixar de representar mais rapidamente são maiores. São mais variáveis em jogo. O político pode mudar de ideologia; você pode mudar de ideologia; o político pode manter a ideologia e você não; o político pode mudar de ideologia e você não. A única chance disso dar certo é se for uma coisa mais messiânica e você seguir esse ídolo político independente de suas mudanças de ideia, ideologia, valores, atitudes.

uma tatuagem em homenagem à ex-presidente Dilma Rousseff em cada braço da estudante Carolina Duarte (foto: Marcelo de Oliveira / Agência RBS)

retrato de Trump, feita pelo artista Craig Bartlett / @justaddink / (foto: reprodução/instagram)

tatuagem em homenagem a Jair Bolsonaro (foto: reprodução/facebook)

A ideia desse post é apenas de reflexão baseadas em tattoos que chegaram até nós via redes sociais como a estudante portoalegrense que tatuou o nome e assinatura da ex-presidente Dilma Rousseff, as inúmeras tatuagens feitas por zueira ou não com o rosto e nome do presidente dos EUA Donald Trump e mais recentemente a tatuagem com a expressão “Bolsomito”, numa alusão ao deputado federal Jair Bolsonaro. Se formos analisar bem nenhum dos três representam as ideologias que parecem representar. O mais próximo seria Bolsonaro, mas ele está mais pra mito que realidade.

Você tatuaria a sua ideologia?

Você tatuaria o nome/rosto de seus ídolos?

Pesquisando sobre esse perfil dos desenhos e de quem as fez/faz, essas tatuagens parecem se aproximar mais daquelas com nome do(a) namorado(a) do que exatamente de ideologia, religião ou música. As chances de arrependimento são imensas. E de futuros cover-ups também. 😉

Compartilhe