Tattoos de coração no meio da tragédia

Tattoos de coração no meio da tragédia

Compartilhe

Pouco mais de 36 horas depois do acidente aéreo que vitimou 71 pessoas na Colômbia, entre elas o time da Chapecoense, dirigentes e jornalistas que estavam a caminho de Medelim para acompanhar o jogo final da Copa Sul-Americana, ainda é difícil acreditar no que aconteceu, tamanha a tragédia. E aos poucos as pequenas histórias, aquelas geralmente ignoradas quando os fatos são contados, vão aparecendo através do olhar mais atento de alguns repórteres que dignificam a profissão.

É o caso da jornalista Gabriela Moreira da ESPN, que está em Chapecó transmitindo a todo momento ao vivo da Arena Condá. A direção da Chapecoense prepara uma homenagem às vítimas do acidente no horário em que aconteceria a final da Sul-Americana. Lá da Colômbia, o Atlético Nacional, adversário da Chape hoje, fará o mesmo.

Gabriela contou em sua conta no twitter sobre as tatuagens que algumas esposas dos jogadores da Chape fizeram antes do acidente. O desenho é um coração formado pelo tracejado da rota de um avião para marcar a viagem que as famílias fariam a Punta Cana (República Dominicana) no próximo dia 9. Na foto, feita pela própria Gabriela na tarde de hoje na Arena Condá, está Rosângela, esposa do meia Cleber Santana.

Disse Rosângela: “Queria que o nosso avião tivesse caído. Pra irmos todos juntos”.

Não vai ter viagem, não vai ter comemoração nem férias. Ficou a tatuagem e a memória dos que partiram. :'( <3

#ForçaChape 

Compartilhe