As tattoos do ‘Hispter da Federal’

As tattoos do ‘Hispter da Federal’

Compartilhe

Não, não é assunto requentado e talvez nem fosse assunto para nós, porque são poucas as tatuagens visíveis do policial federal Lucas Valença, que ficou famoso nas redes sociais após a prisão do deputado cassado Eduardo Cunha no último dia 19. Mas… Valença explicou na semana passada a tatuagem com o número 26 que ostenta no peito numa das fotos que mais circularam dele; 26 era o seu número quando realizou o curso de operações especiais da PF. Ainda assim achamos que não era suficiente para um post. Eis que hoje o moço com visual hipster _e por isso ‘Hipster da Federal’ ou ‘Lenhador da Federal’_ ressurge por causa de outra tattoo, e aí não resistimos.

A página do Facebook Sequência de Fibonacci no dia a dia brasileiro que brinca com uma sequência de números que aparece misteriosamente em diversos fenômenos da natureza aplicando sua representação gráfica sobre imagens e manchetes do país, percebeu que Valença tem a imagem da Sequência de Fibonacci tatuada no braço. Parece que o moço se acha uma das últimas bolachinhas desse pacote chamado Brasil, hein? 😛

Além do número 26 no peito e da Sequência de Fibonacci no antebraço, Valença ainda tem uma águia tatuada na parte interna no alto do braço. Todas as tattoos do lado esquerdo do corpo.

a tattoo da Sequência de Fibonacci no braço de Valença, no canto debaixo à direita (foto: reprodução/facebook)

a tattoo da Sequência de Fibonacci no braço de Valença, no canto debaixo à direita (foto: reprodução/facebook)

a página que brinca com a Sequência de Fibonacci descobrindo a tattoo da sequência matemática no braço do 'Hipster da Federal (foto: reprodução/facebook)

a página que brinca com a Sequência de Fibonacci descobrindo a tattoo da sequência matemática no braço do ‘Hipster da Federal (foto: reprodução/facebook)

Lucas Valença executando a prisão de Eduardo Cunha, o momento que o projetou para a 'fama' nas redes sociais (foto: Michael-Coelho / AP)

Lucas Valença executando a prisão de Eduardo Cunha, o momento que o projetou para a ‘fama’ nas redes sociais (foto: Michael-Coelho / AP)

Compartilhe