Tinta de tatuagem removível?

Tinta de tatuagem removível?

Compartilhe

Nos anos 80 inventaram uma caneta chamada “Replay” cuja tinta podia ser apagada. Era uma inovação tecnológica da Paper Mate que vinha dar conta da frustração com a borracha bicolor na qual o lado rosa deveria apagar tinta de caneta, mas só fazia rasgar as páginas do caderno e a tinta continuava lá firme e forte.

O que é cover-up?

Pois, bem. É mais ou menos isso que uma equipe de pesquisadores da Universidade de Nova Iorque desenvolveu agora. Uma tinta de tatuagem que pode ser facilmente apagada com uma solução que deverá ser aplicada, repetindo o processo de tatuagem sobre o desenho a ser eliminado. Batizada de “ephemeral” a tinta é aplicada do mesmo jeito que as tintas convencionais. É possível também “editar” a tattoo, numa espécie de cover-up sem ser cobertura.

infográfico de como funcionaria a tinta ephemeral (divulgação / ephemeraltattoos.com)

infográfico de como funcionaria a tinta ephemeral (divulgação / ephemeraltattoos.com)

Tatuagens se tornaram ícones da expressão do indivíduo e da arte corporal. Entretanto, mesmo que sua popularidade tenha crescido de forma explosiva, ainda há milhões de pessoas que não fazem tatuagens porque elas demandam um compromisso para vida inteira“, diz o site que divulga a inovação.

Confira (clicando sobre os nomes) os currículos dos pesquisadores da ephemeral: Seung ShinJoshua SakhaiVandan ShahBrennal Pierre e Anthony Lam.

equipe de pesquisadores que desenvolveram a tinta ephemeral (esquerda para direita): Seung Shin, Vandan Shah, Joshua Sakhai, Brennal Pierre, Anthony Lam (divulgação / ephemeraltattoos.com)

equipe de pesquisadores que desenvolveram a tinta removível (esquerda para direita): Seung Shin, Vandan Shah, Joshua Sakhai, Brennal Pierre, Anthony Lam (divulgação / ephemeraltattoos.com)

Dizem os pesquisadores que sem a aplicação da solução de remoção sobre a tatuagem a ephemeral é tão durável quanto as demais tintas do mercado. O produto ainda não está disponível no mercado, mas promete revolucionar o nosso mundinho.

Será?

(divulgação / ephemeraltattoos.com)

(divulgação / ephemeraltattoos.com)

Compartilhe