Tattoos com cinzas de pessoas mortas

Tattoos com cinzas de pessoas mortas

Compartilhe

Virou febre no Canadá adicionar as cinzas de pessoas e animais falecidos à tinta de tatuagem. O pó das cinzas oriundas de cremação é bem fino e não alteram a consistência da tinta nem o processo da tatuagem. Os estúdios que oferecem o serviço garantem que a esterilização dos restos mortais após a cremação (das cinzas diretamente) é suficiente para evitar problemas com infecções. Mas o Ministério da Saúde canadense alerta que há riscos no procedimento e desaconselha.

A britânica Barbara Peterson de 65 anos fez uma tatuagem com as cinzas de seu falecido marido Brian em 2011, fato noticiado pela BBC.

Você usaria as cinzas de um ente ou de seu pet querido para fazer uma tatuagem?

Será que essa onda chega até o Brasil?

Mulher usou cinzas da mãe falecida para homenageá-la com desenho na pele (foto: Peter J. Thompson)

Mulher usou cinzas da mãe falecida para homenageá-la com desenho na pele (foto: Peter J. Thompson)

cinzas

Mãe eternizou filha na pele (foto: Peter J. Thompson)

cinzas

Tatuadora homenageou sua gata falecida (foto: Peter J. Thompson)

cinzas

Dona usa cinzas de gata para homenagear animal (foto: Peter J. Thompson)

 

Compartilhe