Pinilla faz tatuagem de sua bola no travessão brasileiro

Pinilla faz tatuagem de sua bola no travessão brasileiro

Compartilhe

O atacante chileno Mauricio Pinilla, um dos jogadores mais tatuados dessa Copa, passou por uma longa sessão de tatuagem ontem no estúdio Tattoo Rockers em Santiago. Uma das três novas tattoos imortalizou sua bola no travessão brasileiro no último minuto do segundo tempo da prorrogação do jogo Brasil x Chile no sábado no Mineirão. Seria o bola do jogo, porque não haveria tempo para mais nada.

tattoo da bola que Pinilla mandou no travessão brasileiro, nas costas -- na altura do rim direito (foto: divulgação/twitter)

tattoo da bola que Pinilla mandou no travessão brasileiro, nas costas — na altura do rim direito (foto: divulgação/twitter)

Se Pinilla tivesse marcado, teria virado herói e transformaria essa na pior campanha brasileira na história das Copas do Mundo. Não à toa a frase que acompanha o desenho da bola no travessão é “One centimeter from glory” (“Um centímetro para a glória”). Um centímetro abaixo e a história seria outra. Poderia ser também ‘a um minuto da glória’. Assista aqui ao lance.

Na mesma sessão de tatuagem com o tatuador Marlon Parra, o dono da camisa 9 chilena tatuou ainda “Blessed” (“Abençoado”) na têmpora direita, próximo à raiz do cabelo, e “For Life” (“Para a vida”) na têmpora esquerda, também margeando o cabelo. Confira:

Pinilla em sua sessão de tatuagem no Tattoo Rockers e suas três tattoos finalizadas (foto: divulgação/twitter)

Pinilla em sua sessão de tatuagem no Tattoo Rockers e suas três tattoos finalizadas (foto: divulgação/twitter)

Confira algumas das demais tattoos de Mauricio Pinilla:

Pinilla leva as mãos à cabeça no gramado do Mineirão ao perder o gol no sábado, e deixa a mostra suas tattoos nos braços (foto:AFP/Getty Images)

Pinilla leva as mãos à cabeça no gramado do Mineirão ao perder o gol no sábado, e deixa a mostra suas tattoos nos braços (foto:AFP/Getty Images)

várias das tattoos de Pinilla (foto: divulgação/twitter)

várias das tattoos de Pinilla (foto: divulgação/twitter)

Pinilla exibe tattoo na costela recém feita (foto: divulgação/twitter)

Pinilla exibe tattoo na costela (foto: divulgação/twitter)

Pinilla exibe suas tattoos no estúdio (foto: divulgação/twitter)

Pinilla exibe suas tattoos no estúdio (foto: divulgação/twitter)

Pinilla tem asas tatuadas dos dois lados do pescoço (foto: Rai Sport)

Pinilla tem asas tatuadas dos dois lados do pescoço (foto: Rai Sport)

no detalhe, uma das tattoos de asa no pescoço (foto: divulgação/twitter)

no detalhe, uma das tattoos de asa no pescoço (foto: divulgação/twitter)

Além do lance que poderia ter eliminado o Brasil e levado o Chile às quartas de final da Copa de 2014, Pinilla se envolveu em uma confusão com o diretor de competições da CBF, Rodrigo Paiva. Paiva foi punido com um jogo de suspensão por ter dado um soco no atacante chileno no intervalo da partida entre Brasil e Chile. Em seu perfil no twitter, o atleta reclamou lembrando da punição ao colega uruguaio Luis Suárez e cobrou mais rigor da Fifa no seu caso com Paiva.

Mauricio Pinilla, 30 anos, que atualmente defende o italiano Cagliari iniciou a carreira no Universidad de Chile e já passou por diversos clubes, inclusive o Vasco da Gama, em 2008.

Compartilhe